Brujah

Ir em baixo

Brujah

Mensagem  leojaco25 em Seg Jan 30, 2012 3:25 pm


O Clã Brujah

Erupções esporádicas de fúria e violência constantemente parte em pedaços a existência frágil dos Membros. Ache uma destas erupções e é mais do que provável que um Brujah também esteja lá. Este clã feroz briga com todos: príncipe ou anarquista, Camarilla ou Sabbat, e até entre eles. Os Brujah são notórios por sua violência e frenesis destrutivos; de fato, Cainitas racionais os evitam como cães raivosos. Esses desajustados são fanáticos por suas crenças disparatas, a única coisa que os une é o seu desejo de sobrepujar o sistema social, seja vampírico ou mortal, e substituí-lo por um sistema forjado por eles mesmos (ou com nada). Muitos são obstinados, devotando-se à sua causa até se tornarem cegos a todas as outras nuanças da verdade.
Entretanto, nem todos os Brujahs são estes destruidores insanos estereotipados pelos Membros. Embora os Brujah sejam incrivelmente separatista, ajudam uns aos outros em momentos de necessidade, a despeito de disputas ou antagonismos passados. Se o chamado Brujah for feito, outros irão responder, mas o bando reunido ficará enraivecido se acharem que foram convocados sem motivo. O clã é mal organizado e apenas ocasionalmente convoca reuniões informais. Os Brujah dependem de seu comportamento caótico para atingirem os resultados que desejam. Outros Membros lhes permite cometer suas excentricidades. Certas atividades que fariam outros membros serem eliminados costuma valer-lhes apenas o comentário: "Ah, é um Brujah". Explosões de insolência e comportamento turbulento não surpreendem quando partem de um Brujah. Os outros membros aprenderam a conceder aos Brujah uma liberdade de ação que não seria tolerado em nenhum outro vampiro.
Entre os Brujahs podem ser achados eruditos, professores, filósofos e líderes. Alguns até dizem que os Brujahs encorporam a consciência que restou entre os mortos vivos. Os Brujahs são, no mínimo contraditórios, e nenhum Brujah realmente representa este clã diverso. Para cada "líder" anarquista incitando revoltas e revoluções existe um membro do clã no conselho da primigênie. Se os Membros eruditos podem dizer algo positivo sobre os Brujahs, é que o clã está constantemente agindo e evoluindo. A mudança é sagrada, a estagnação é profana.
Como todos os 13 clãs de vampiros, o clã Brujah pode traçar sua linhagem até um fundador da terceira geração. A partir daí, entretanto, sua história seguiu um caminho próprio enquanto o clã crescia em poder entre os Membros e mortais. Agora seus Membros habitam cada estrato da sociedade vampírica, com alguns governando de cima e outros lutando em baixo. Enquanto os mais sábios do clã falam da glória que foi Cártago, outros não se importam: hoje a noite é a noite e pro inferno com o resto. Então o clã cresce e muda, sem se preocupar com o passado e futuro. O que tiver que ser será e os Brujahs lidarão com o que vier. Uma coisa é certa: de um passado de intelectuais e arquitetos para um presente de rebeldes e destruidores, os Brujahs gravaram seus nomes nos anais dos mortos vivos.
Segundo a história que contam, os Brujah eram reis filósofos da antiga Mesopotâmia, Pérsia e Babilônia. Controlavam um império que se expandiu desde o berço da civilização até o norte da África, e buscavam sabedoria e conhecimento pelo mundo afora. Eles eram amantes e guardiões do conhecimento e o fundador de sua linhagem inventou a linguagem escrita.
Porém, em sua busca pela liberdade e libertação, no entanto, eles mataram seu criador. Por isso, Caim os expulsou da primeira cidade. Desde então, os Brujah tem sofrido um inevitável declínio. Agora são encarados como gentalha que não possuem o menor senso de orgulho ou historia. Um dos clãs lideres da Grande Revolta Anarquista, os Brujah foram humilhados pelo fundador da Camarilla, e o clã como um todo ainda se ressente dos anciões. Embora estejam oficialmente na Camarilla, os Brujah são os esquentadinhos e agitadores da seita, testando as tradições e rebelando-se em nome de qualquer causa que apreciem. Por mais de um milênio eles tem sido os rebeldes da família. Estão entre os poucos que apoiam os anarquistas e prestar-lhes apoio é um dos poucos assuntos em que concordam, e muitos Brujah são completos anarquistas, desafiando a autoridade e não servindo a nenhum príncipe.

Fundador do Clã: ELOI. Até 2800 a.C há suspeitas de que estava em Anatólia (Tróia), foi diablerizado por Troile. Mas há quem diga que está preso sob Cartago com seu amante, o Baali Moloch.

Alcunha: Ralé.

Seita: Deixando a retórica de lado, a maioria dos Brujah pertence a Camarilla. Os Membros Brujah também apóiam os Anarquistas, discutivelmente mais do que a Camarilla. Certamente, os anarquistas têm mais Membros Brujah do que todos os outros clãs reunidos.

Disciplinas: Rapidez, Potência, Presença.

Fraqueza: A dificuldade dos testes para se evitar o frenesi é 2 Níveis mais alta para os membros do clã Brujah.<br>A paixão ardente é tanto a bênção quanto a maldição de um Brujah. Apesar de serem rápidos para adotar uma causa, eles são igualmente velozes para entrar em frenesi. Obviamente, os Brujah negam radicalmente esta tendência à excitação e se tornam bastantes hostis quando o assunto é mencionado.

Aparência: Os Brujah variam muito em relação à aparência, apesar de muitos adotarem estilos radicais e aparências ousadas. Se usarmos estereótipos, o Brujah típico usa uma jaqueta de motociclista, jeans esfarrapados, botas militares e cabelos compridos ou com cortes ousados. Na verdade, poucos Brujah se encaixam nesta imagem. No entanto, aparências joviais, roupas da moda e cortes de cabelo interessantes são traços comuns entre muitos Brujah, apesar de outros preferirem guarda-roupas que encorajem as pessoas a levá-los a sério. No fim das contas, a aparência de um Brujah normalmente reflete a sua atitude: Um skinhead revoltado deve ser realmente um rebelde ou anarquista, enquanto um pedante de óculos com terno de lã é provavelmente um reformista ou liberal. Observe, contudo, que devido ao fardo Brujah do inconformismo, qualquer suposição de ideais baseadas apenas na aparência pode ser potencialmente perigosa. Os Brujah se vestem como querem.

Refúgio: Onde bem entenderem. Ou você vai querer mandá-los embora? Mais do que qualquer outro clã, os Brujah se mantêm na companhia de outros vampiros e um refúgio pode abrigar toda uma ninhada. Membros Brujah também mantêm vários esconderijos e tocas, pois suas existências guiadas por conflitos freqüentemente tornam alguns locais inabitáveis. Alguns Brujah neófitos até mesmo levam ao extremo a prática urbana de invasão domiciliar, dominando ou matando os ocupantes da casa e tomando conta do local. Como em outras buscas, contudo, essas invasões raramente prendem o interesse da Ralé por muito tempo, e os vampiros normalmente se mudam quando se cansam do local.

Antecedentes: Os Brujah preferem aqueles que aderem às mudanças de uma forma ou de outra e normalmente recrutam membros de campi de universidades, grupos políticos ou de minorias oprimidas. Jovens Brujah podem ter qualquer antecedente e normalmente possuem causas ou assuntos prediletos de ardente importância pessoal. Todos os tipos de dissidentes encontram um caminho na hierarquia dos Brujah, desde motoqueiros anarquistas e terroristas até fascistas vociferantes e radicais niilistas. Obviamente, este é parte do motivo pelo qual o clã é tão desorganizado - o ódio entre os Brujah é normalmente mais amargo do que o ódio por aqueles a quem eles mutuamente se opõem.

Criação de Personagem: Os Brujah normalmente têm conceitos violentos e criminosos, mas também podem ter temperamentos mais intelectuais ou sociais. Suas Naturezas e Comportamentos tendem a ser agressivos e similares em todos os membros, pois os Brujah costumam "vestir a camisa" de suas causas (isto é, quando usam camisas). Personagens fisicamente bem dotados são predominantes entre os membros do clã, mas alguns favorecem os Atributos Mentais. Da mesma forma, as Perícias são preponderantes, seguidas bem de perto pelos Conhecimentos. Qualquer Antecedente pode ser apropriado a um personagem Brujah, apesar de muitos dentro do clã cultivarem Contatos, Aliados e Rebanho. Poucos Brujah adotam Mentores como antecedentes.

Organização: O clã Brujah é dividido demais e rasgado por conflitos mutuamente destrutivos para possuírem uma verdadeira organização, e por isso o clã nunca se reúne formalmente. O clã realiza duas convenções, o Comício e o Embalo. O Comício é o que é: reuniões informais de Brujah (e outros revoltados, membros e mortais) nas quais qualquer um que consiga gritar alto o suficiente pode ter sua opinião ouvida. Os Embalos são acontecimentos sociais disfarçados como eventos musicais ou de entretenimento de larga escala. Uma reunião normalmente leva à outra e dicas sobre os locais dos eventos estão freqüentemente ocultas em meio à apresentação da reunião em andamento. Estes encontros quase que invariavelmente se transformam em tumulto, acabando por corroer a base organizacional do clã.

Linhagens: Os Brujah Anti-Tribu, membros do Sabá, ironicamente, são como bastiões da estabilidade. Em uma seita devotada ao caos e à destruição, os Brujah são os mais confiáveis dos monstros que povoam o Sabá. Eles são vistos menos como rebeldes apaixonados e mais como tropas de choque brutais. Os Brujah do Sabá tendem a ser menos inteligentes e perspicazes do que seus irmãos e irmãs da Camarilla. Suas causas são deixadas de lado em favor da promessa de uma nova devastação a se realizar.

Citação: Pense por si mesmo ou é melhor que esteja morto... Seja como for, para mim está ótimo...

_________________
Jaco - Andarilhos do Asfalto - Lasombra



By leojaco25 at 2012-02-03
Moderador do Fórum.


Narrativa:
Fala - Pensamento - Off - Detalhamento
avatar
leojaco25

Mensagens : 217
Data de inscrição : 13/10/2010
Idade : 43

Ficha do personagem
Nome Personagem:
Clã:
Seita:

http://patas-de-urso.vampire-legend.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum